Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Juntas cobram assistência aos mais vulneráveis durante pandemia

A deputada Jô Cavalcanti, do mandato coletivo Juntas (PSOL), voltou a pedir atenção dos poderes executivos para com os segmentos mais vulneráveis da população durante a pandemia do novo coronavírus. Na Reunião Plenária desta quinta (21), ela lembrou que há várias famílias desassistidas, sem sequer receber o auxílio emergencial do Governo Federal. Também cobrou a execução das emendas dos parlamentares estaduais que foram remanejadas para a saúde. No pronunciamento, a psolista ainda tratou do aumento de casos de violência doméstica em Pernambuco. “As agressões ocorrem, muitas vezes, em razão da carência material. Como deputadas e deputados, precisamos ser solidários a essas pessoas. Não podemos ficar indiferentes aos fatos”, frisou.   Por outro lado, Jô Cavalcanti comentou a decisão do presidente Jair Bolsonaro, por meio do Ministério da Saúde (MS), de recomendar, oficialmente, o uso do medicamento cloroquina. “É uma postura irresponsável. Ele está colocando em risco a vida da população. Ontem, na reunião na Comissão de Saúde da Alepe, fomos informados de que nosso Estado não vai adotar esse protocolo, porque não há comprovação científica de que o remédio seja eficiente”, ressaltou. A deputada também afirmou que está acompanhando a investigação do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) sobre médicos que estariam orientando o uso e oferecendo a hidroxicloroquina a pessoas com sintomas leves da Covid-19.
21/05/2020 (00:00)
Visitas no site:  64582
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.