Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Palestra de estrategista político espanhol marca lançamento do programa Lideralepe

No dia em que celebra 186 anos de trabalhos, o Poder Legislativo pernambucano faz história e lança o programa Lideralepe, iniciativa inédita que oferecerá à população, gratuitamente, capacitações on-line direcionadas à formação política e ao desenvolvimento de lideranças. A atividade inaugural, promovida na tarde desta quinta (1º), foi a palestra do estrategista espanhol Antonio Sola sobre a política do século 21. “Diante das muitas atribuições que recaem sobre o Poder Público nesta época, as instituições precisam se reinventar para atender às novas exigências do mundo globalizado”, contextualizou o presidente da Alepe, deputado Eriberto Medeiros (PP). “Assim, percebemos a necessidade de criar uma agenda propositiva para Pernambuco, oferecendo oportunidades de qualificação e possibilitando a oxigenação da política.” Formulado pela Escola do Legislativo (Elepe), o Lideralepe é desenvolvido em parceria com o curso de Ciência Política da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), que elaborou o conteúdo da primeira formação on-line a ser oferecida à população, já no próximo dia 14 de abril, com o tema Desenvolvimento de Lideranças. “A educação é essencial para diagnosticarmos a realidade e pautarmos adequadamente o debate sobre questões dos campos político, cultural, ambiental e social”, registrou o reitor da UFPE, Alfredo Gomes. “A função essencial é trazer para dentro da Assembleia, com a contribuição da universidade pública, pessoas que estão interessadas em debater as instituições, a democracia e as políticas públicas”, acrescentou o coordenador do curso de Ciência Política da UFPE, Adriano Oliveira. Presidente da União Nacional dos Legislativos Estaduais (Unale), a deputada Ivana Bastos (PSD-BA) elogiou a iniciativa da Alepe. “Projeto inovador que tem como objetivo mostrar as mudanças no ambiente político e as novas habilidades necessárias para liderar”, disse. Defensor público-geral de Pernambuco, Fabrício Lima afirmou que “a educação é o caminho para mudarmos realidades.” Representando o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), a juíza Fernanda Chuahy destacou a oportunidade criada, “neste momento em que enfrentamos uma crise de liderança”. Também prestigiaram o lançamento do Lideralepe o superintendente da Elepe, José Humberto Cavalcanti; a vereadora de Sanharó (Agreste) Rannya Freitas e a juíza Mariana Vargas Cunha, representante do Tribunal Regional Eleitoral, além de deputados do Parlamento pernambucano. Uma nova política Estrategista político responsável por cerca de 450 campanhas eleitorais em mais de 25 países, o espanhol Antonio Sola apresentou, na conferência de abertura do Lideralepe, as sete principais mudanças políticas observadas atualmente no mundo. Em seguida, ele apontou as capacidades que precisam ser desenvolvidas pelas pessoas que ocuparão cargos de liderança neste momento de transformações. “As mudanças não virão no futuro. Elas são uma realidade e precisamos aceitá-las, caso contrário seremos atropelados”, pontuou. De acordo com Sola, vivemos a era da política do entretenimento, com grande espaço para as redes sociais. Assim, o povo deve ser encarado, também, como público. “O isolamento social exigido pela pandemia acelerou o processo de conversão das atividades para o ambiente virtual”, alegou. Nesse sentido, o especialista elogiou a proposta do Lideralepe. “O que a Alepe está fazendo hoje, no seu aniversário de 186 anos, é usar a tecnologia para construir um modelo de política mais solidário, altruísta e cooperativo”, observou. Essas características são apontadas por ele como essenciais para os poderes públicos se tornarem horizontais e garantirem a participação das pessoas. As outras mudanças apontadas pelo estrategista foram: a transição do voto cerebral para o emocional; a passagem da era da informação para a da comunicação; a sobreposição da inteligência coletiva ante a inteligência inpidual; o apelo pela persuasão; e a busca por propósitos. “Estamos na era das causas. Assim, uma política para fazer sentido deverá proporcionar uma vida melhor às pessoas”, assinalou, denunciando a falta de interesse da sociedade, em geral, pela democracia. “Os modelos democráticos que conhecemos estão se tornando estreitos e deixando de ajudar as pessoas. Precisamos incorporar os cidadãos nas decisões por meio de poderes públicos transparentes, solidários e cooperativos.”   Serviço:   Curso Desenvolvimento de Lideranças Início: 14 de abril (quarta-feira) Carga horária: 64 horas-aula Programação: Sistema Eleitoral Brasileiro (Amanda Domingos – Mestre em Ciência Política) Marketing Político e Estratégias (Adriano Oliveira – Doutor em Ciência Política)  Comunicação e Democracia (Priscila Lapa – Doutora em Ciência Política) O Papel do Legislativo na Democracia (Jorge Oliveira – Mestre em Ciência Política) Gestão Democrática e Liderança, Gênero e Diversidade (Luma Neto – Mestre em Ciência Política) Transparência, Ética e Integridade (Airton Cunha – Doutor em Sociologia) Equidade, Inclusão e Direitos Humanos (Diogo Cunha – Doutor em Ciência Política) Políticas Públicas em Saúde (Marcus Vinicius – Mestre em Ciência Política) Políticas Públicas em Educação (Virgínia Rocha – Mestre em Ciência Política) O Brasil no Ambiente Internacional (Rafael Mesquita – Doutor em Ciência Política) Comunicação Oral de Líderes (Gilberto Silva – Professor e Consultor em Oratória) Processo Legislativo Mais informações pelo WhatsApp: (81) 99544-9989
01/04/2021 (00:00)
Visitas no site:  140068
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.