Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Notícias

Guardiões da Justiça 1.0 desenvolvido pelo Memorial da Justiça é selecionado ao Innovare

  O jogo Guardiões da Justiça 1.0 desenvolvido por meio de uma parceria entre o Memorial da Justiça do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) com a Tangran Cultural, foi selecionado para concorrer na categoria Aberto à Sociedade: Justiça e Cidadania, ao Prêmio Innovare, na sua 18ª edição. Com versão trilíngue (Português, Inglês e Libras) e inserção de recursos de inclusão e acessibilidade, o jogo pode ser baixado gratuitamente em celulares e tablets Android ou IOS, e atende crianças a partir de 4 anos de idade, além de pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA), deficiência intelectual, visual ou auditiva. As pessoas com deficiência visual ou auditiva, por exemplo, têm acesso ao jogo por meio da inserção de recursos de acessibilidade comunicacional, como audiodescrição, Libras e legendas para surdos e ensurdecidos. E todos os participantes são incentivados a explorar a Estação do Brum, antiga estação ferroviária do Recife, construída entre 1879/1881, integrante do patrimônio cultural ferroviário brasileiro, onde funciona o Memorial da Justiça de Pernambuco. No ambiente virtual, os jogadores tornam-se Guardiões da Justiça e são estimulados de forma lúdica a praticar ações de cidadania e de educação patrimonial, que destacam a importância da preservação do patrimônio. Durante o jogo, eles encontram personagens que apresentam os temas do cangaço, da escravidão e da capoeira - que fazem parte da exposição de longa duração do Memorial “Uma questão de justiça”, além dos temas frevo e uma surpresa. Para a gestora do Memorial da Justiça e responsável pelo projeto, Mônica Pádua, foi uma alegria imensa ver o game Guardiões da Justiça 1.0 chegar à última fase de seleção de projetos do Prêmio Innovare. “Esse jogo é único em muitos sentidos, especialmente por apresentar às crianças, de forma lúdica, conteúdos sobre cidadania e história da Justiça e de Pernambuco. Mas o ponto mais significativo é que ele é inclusivo. E essa característica por si só fala da importância dele para a sociedade, servindo de estímulo para que outros sejam criados, mostrando que há espaço para esse tipo de jogo e, principalmente, dando visibilidade às pessoas com deficiência”, destaca.  O jogo Guardiões da Justiça 1.0 foi lançado em dezembro de 2020 e tem patrocínio da Funcultura. Ele faz parte de uma tendência onde museus do mundo todo têm buscado se aproximar cada vez mais dos cidadãos, aperfeiçoando a acessibilidade, inclusão e comunicação com seus visitantes.    ................................................................ Texto: Priscilla Marques | Ascom TJPE
27/07/2021 (00:00)
Visitas no site:  167955
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.