Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Presidente recebe servidor que compôs um hino para o TJPE

O presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco, desembargador Fernando Cerqueira, recebeu, nesta terça-feira (4/5), a visita de Diogo Oliveira Silva, técnico judiciário da 2ª Vara Cível de Paulista, para a apresentação do hino que ele compôs para o Judiciário estadual pernambucano.  Acompanhado da mãe, Nizete de Oliveira Silva, e do tio, o maestro Demerval Germano de Oliveira, responsável pelo arranjo e pela harmonização da composição, Diogo apresentou, por meio de um aparelho de som, o hino ao magistrado, que gostou da letra e da música composta pelo servidor.  “É com grande orgulho que recebo no gabinete o servidor Diogo, que compôs uma letra e uma música com tanta maestria. Muito bom ter um funcionário da casa que teve a iniciativa de escrever o hino para o Tribunal, o que nos dará ainda mais identidade e orgulho do lugar em que atuamos”, afirmou o presidente.  O desembargador informou que o hino será apreciado pela Comissão de Organização Judiciária, que dará um parecer, para depois ser votado no Tribunal Pleno, composto por 52 desembargadores.  O magistrado destacou, ainda, a relevância do TJPE ter um hino no ano em que celebra 200 anos de sua criação. Por meio do Alvará Régio, o Tribunal foi criado em 6 de fevereiro de 1821, tendo sua Corte Recursal instalada no ano seguinte, em 13 de agosto de 1822. “Durante as festividades dos 199 anos da instalação da Justiça estadual pernambucana, em agosto, poderemos ter um hino nosso nos dando ainda mais motivos para nos orgulharmos da nossa instituição”, pontuou.  Diogo Oliveira Silva contou que a ideia de compor o hino começou no início deste ano quando o Judiciário estadual pernambucano passou a comemorar pela primeira vez os seus 200 anos de criação. Ele descreveu também o que procurou transmitir na letra.  “Busquei inserir na composição a importância dos grandes nos nomes que fizeram a história do Tribunal, citando a criação da instituição por meio do Alvará Régio, e os valores do trabalho realizado pela Justiça para o cidadão na resolução de seus pleitos”, destacou.   O servidor, de 39 anos, revelou que começou a ter mais contato com a música após o início da perda da visão, devido a um problema na retina, ainda na adolescência. “Minha paixão pela música começou ali e desde então componho músicas e também hinos para os lugares em que trabalho. Quando cheguei no Tribunal, no ano de 2015, tinha esse desejo e ao tomar conhecimento dos 200 anos de criação da Corte me empenhei ainda mais para trabalhar na composição de uma música para o órgão judiciário. Acredito que o hino tem o valor da representatividade do local em que atuamos. Significa a história, a marca e a identidade do local”, concluiu.  .............................................................................................. Texto: Ivone Veloso | Ascom TJPE Foto: Assis Lima | Ascom TJPE
04/05/2021 (00:00)
Visitas no site:  152340
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.